Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘livros’

Olha, vou falar a vocês… Não existe nada mais desestimulante para mim do que vivenciar uma safra de leituras que me desmotivam.

Não suporto escrever sobre livros que não me fizeram prender a respiração porque não gosto de desmerecer o trabalho dos outros sendo que o problema pode estar exatamente em mim, não no outro.

Entendo que quando a gente não fala bem, atrapalha muito o esforço de outra pessoa (ninguém é obrigado a falar bem, antes que a patrulha ranzinza venha me trucidar! eu, inclusive.), mas falar mal é outra história: você não apenas atrapalha, detona o trabalho do outro (e muitas vezes sem razão).

Isso vale para as mais diversas vertentes de trabalho e eu aplico isso diariamente na minha vida, me policiando para não atrapalhar os outros, especialmente no que tange à cultura.

Vivencio a luta que é produzir cultura no Brasil e me sinto na obrigação de honrar aqueles que têm como norte da vida a arte e o entretenimento, por isso prefiro me ausentar daqui a dizer que eu não gostei desse ou daquele livro, porque sei bem que posso influenciar a opinião de outras pessoas (isso acontece com todo mundo, em todas as áreas, hein?).

E não quero o peso dessa responsabilidade comigo.

Ainda tem um outro porém.

O último livro que li foi “O crime do restaurante chinês”, de Boris Fausto.

É um livro maravilhoso e até recomendo ele para outras pessoas porém, como a minha área me dá uma determinada visão sobre o livro, achei que seria chatíssimo para quem não é jurista ler sobre o princípio da verdade real no direito processual penal aplicado ao tema do livro.

Não dá pra ficar discorrendo sobre processo penal aqui, né? Até porque essa é, de longe (juntamente com Direito Trabalhista), a minha área do Direito de menor conhecimento.

De qualquer maneira, leia ele. É bom pra lhe fazer pensar duas vezes em quem votará no dia 31/10.

Anúncios

Read Full Post »